Chegou a hora de se tornar um especialista das religiões afro-brasileiras.

Já é aluno? Clique aqui e faça seu login

Descubra a origem e as diversas expressões das religiões afro-brasileiras

Centenas de alunos já estão vivenciando a experiência de descontruir a mente colonizadora e mergulhar no universo de sabedorias ancestrais das cosmologias afro-indígenas.

Pós-Graduação Lato Sensu
Teologia, Cosmologia e Cultura Afro-Brasileira

Entre na lista de espera da próxima turma

Estude com as maiores autoridades das religiões afro-brasileiras

Você aprenderá com Yalorixás, Babalawos, Griôs, mestres e doutores nas ciências da religiões, que vivenciam nosso sagrado em suas vidas.

2 anos de acesso ao curso e seus materiais.

Bônus: 1 aula AO VIVO com professor da pós.

Diploma de conclusão, reconhecido pelo MEC.

já é aluno? Clique aqui e faça seu login

Descubra a origem e as diversas expressões das religiões afro-brasileiras

Centenas de alunos já estão vivenciando a experiência de descontruir a mente colonizadora e mergulhar no universo de sabedorias ancestrais das cosmologias afro-indígenas.

Pós-Graduação Lato Sensu
Teologia, Cosmologia e Cultura Afro-Brasileira

Chegou a hora de se tornar um especialista das religiões afro-brasileiras.

Entre na lista de espera da próxima turma

Estude com as maiores autoridades das religiões afro-brasileiras

Você aprenderá com Yalorixás, Babalawos, Griôs, mestres e doutores nas ciências da religiões, que vivenciam nosso sagrado em suas vidas.

2 anos de acesso ao curso e seus materiais.

Bônus: 1 aula AO VIVO com professor da pós.

Diploma de conclusão, reconhecido pelo MEC.

A Teologia e Cosmologia Afro-Brasileira mudou a forma como eu vivencio a Umbanda no meu terreiro

Nos últimos 25 anos de sacerdócio, estudei uma vertente específica que me trouxe algumas respostas e me fez continuar acreditando na educação para a religião.

Recentemente (durante a pandemia), retomei minhas leituras nas áreas de antropologia e história dos meus primórdios na Umbanda, e é então que encontro um novo e atualizado caminho a desbravar. Embarco assim, numa ‘redescoberta’ sobre minha fé.

Percebo o quanto a literatura nessas áreas cresceu.

Rodrigo depoimento
Nesse momento, começo a reconsiderar antigos conceitos e desenvolvo novas reflexões acerca de questões que me atravessam enquanto sujeito brasileiro e macumbeiro.

Questões essas atreladas ao racismo, seja ele especificamente religioso ou não.

Volto meus interesses em saber mais sobre a mente descolonizada, o antirracismo, o letramento racial e o aquilombamento.

E então, tomo nota da pujança do povo brasileiro, de nossos antepassados desta terra, da africanidade que existe e resiste entre nós, através de nossas memórias, religiosidades e da manifestação espiritual de terreiro.

Mergulho, nas cosmologias e sabedorias ancestrais e isso, ressignifica e vem ressignificando a forma que eu vivencio a Umbanda enquanto, Pai de Santo.

Acredito hoje que todo religioso de matrizes afro-indígenas (e também todo brasileiro) deveria saber sobre sua história a partir do olhar das pessoas que construiram esse país e não somente o que nos contam na escola. 

E é isso que a Teologia, Cosmologia e Cultura Afro-Brasileira busca proporcionar através das vozes dos maiores especialistas dessas questões.

Veja o que nossos alunos tem a dizer

"No cerne da noção de intolerância religiosa, está a necessidade de estigmatizar para fazer oposição entre o que é normal e o que é anormal. Estigmatiza-se para excluir, segregar, apagar, silenciar e apartar do grupo considerado normal e de prestígio."

NOGUEIRA, Sidnei. Intolerância Religiosa. p. 35.

E o que você fiel das religiões de matriz africana
tem a ver com isso?

O Brasil registrou 2.124 violações de direitos humanos relacionadas à intolerância religiosa durante todo o ano de 2023

O número, divulgado pelo Disque 100 – Disque Direitos Humanos, indica um aumento de 80% na comparação com o ano anterior.

Adivinha quais religiões foram as mais afetadas? As religiões de matriz africana continuam sendo as mais afetadas pela violência e intolerância religiosa. Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia se destacam pela recorrência dos casos. Ou seja, é urgente a conscientização de nós, fiéis das comunidades tradicionais de terreiro, sobre nossa história, cultura e cosmologias. Só assim poderemos combater os estigmas sociais que apagam, violentam e silenciam nossa existência.

Fonte: agenciagov.ebc.com.br

Casos de intolerância religiosa subiram no Brasil. — Foto: TV Globo/Reprodução

Mãe Bernadete foi uma ialorixá, ativista e líder quilombola brasileira.

Para quem é esse curso?

Religiosos

Que desejam aprofundar seus estudos e entender como as religiões afro-brasileiras são formadas.

Professores

Que desejam se adequar as exigências do MEC da política educacional voltada para a afirmação da diversidade cultural e respeito a história negra do país.

Teólogos e demais

Estudiosos de diversas áreas que buscam entender a coexistência das manifestações de fé como condições necessárias à construção de uma sociedade justa.

Advogados e Agentes da Lei

Que desejam afinar os argumentos acerca de uma perspectiva antirracista, da liberdade de crença e da cultura de paz; e laicidade do estado brasileiro.

Trilhe seu

caminho aqui!

Fase 1

Disciplinas

Acesse as aulas gravadas no ambiente do aluno.

Fase 2

Complementos

Livros digitais gratuitos, cases de estudo, fundamentos e exercícios. O aluno também pode comentar no fórum de dúvidas.

Fase 3

Avaliações

Cada disciplina tem uma avaliação online de múltipla escolha. Está será sua nota na disciplina.

Fase 4

TCC Prático

Um projeto prático na área de sua escolha, como um novo empreendimento, ideia, metodologia, ou, se preferir, um TCC em formato de pesquisa. Com acompanhamento online por um orientador. A banca é optativa, o TCC é obrigatório.

Fase 5

Certificação

Reconhecido pelo MEC, constando os nomes dos professores renomados do curso.

Religiosidades Afro-Brasileiras

Adequação a Lei 10.639

Ciência produzidas pelo povo africano

Direito e Deveres 

Visão Afro-centrada

Você dominará conhecimentos diversos em cultura afro-brasileira

Certificado pela EAD Ubuntu

Você terá acesso a ferramentas conceituais com os melhores docentes

Aprenda tudo do zero. Apesar de ser uma especialização, o curso entrega um conteúdo de fácil entendimento para atender as expectativas de todas as pessoas. Não importa se você já tem graduação ou mesmo, se você estudos áreas de ciências exatas.

O conteúdo é abrangente e necessário para formar pessoas mais aptas a entender a riqueza do universo afro-brasileiro e a necessidade de ter atitudes mais tolerantes.

Quer garantir seu diploma e ser um especialista reconhecido pelo MEC?

O curso pretende formar pessoas mais aptas a entender a riqueza do universo afro-brasileiro e a necessidade de ter atitudes mais tolerantes.

Do ponto de vista de quem quer construir carreira pode atuar em campos em que sejam exigidos conhecimentos dessas áreas, como ONGs, assessorias, professores, advogacias, psicologia. 

Cronograma do Curso

Teologia Cultura Afro-Brasileira se divide em 6 eixos:

Duração: De 8 a 18 meses
Carga horária: 360h

1 | Teologia e ciências da religião
• Aula 1 | Introdução ao pensamento teológico afro-brasileiro – Prof. Dr. Edson Fabiano dos Santos (UNICAMP)
• Aula 2 | O que é teologia e as religiões (4hs) – Prof. Dr. Edson Fabiano dos Santos (UNICAMP)
• Aula 3 | Teologia X ciências da religião (4hs) – Profa. Dra. Cláudia Alexandre (PUC/SP) 
     – Apresentação;
     – Religião como fato social e as inquietações do mundo.
• Aula 4 | Homo Religiosus X Homo Espiritual – Prof. Alexandre Cumino (Convidado)
     – Conceituação;
     – Religião e Teologia.
• Aula 5 | Teologia como área de conhecimento no Brasil – Prof. Alexandre Cumino (Convidado)
     – Teologia e Cultura Afro-brasileira;
     – Teologia e Ciência da Religião, abordagem crítica.
• Aula 6 | O que é Ciência da Reiligião? – Profa. Dra. Cláudia Alexandre (PUC/SP) 
     – O teólogo x O cientista da religião;
     – Campo religioso brasileiro – Pierre Bourdier, Pierre Sanchis, Reginaldo Prandi;
– Ciência da religião e os estudos afro diaspóricos.
• Aula 7 | A ciência e os terreiros: do sincretismo à (re)africanização nas religiões afro-brasileiras – Profa. Dra. Cláudia Alexandre (PUC/SP) 
     – Quem tem medo do sincretismo:  Sergio Ferretti, Stefania Capone e Muniz Sodré;
     – A ciência da religião e o fenômeno do sincretismo;
     – Sedução simbólica;
     – Um manifesto contra o sincretismo e a II Conferência Mundial da Tradição Orixá e Cultura;
     – Africanizar ou reafricanizar na Umbanda e no Candomblé.

2 | Antropologia e sociologia da religião 
• Aula 1 | Religião no pensamento ocidental – Prof. Dr. Vagner Gonçalves (Convidado)
• Aula 2 | Religião e pensamento lógico e reciprocidade – Prof. Dr. Vagner Gonçalves (Convidado)
• Aula 3 | Religião e eficácia simbólica – Prof. Dr. Vagner Gonçalves (Convidado)
• Aula 4| Religião, rito e mito – Prof. Dr. Vagner Gonçalves (Convidado)
• Aula 5 | Religião como sistema cultural – Prof. Dr. Vagner Gonçalves (Convidado)
• Aula 6 | Religião como experiência – Prof. Dr. Vagner Gonçalves (Convidado)

3 | Filosofia e religião
• Aula 1 | Aportes Filosóficos: Fé na busca da verdade – Profa. Dra. Ellen Souza (UNIFESP)
     – Filosofia, Hermenêutica e epistemologias da fé
• Aula 2 | Gnose e epistemologia: A indissociabilidade entre o Sagrado e o Secular – Profa. Dra. Ellen Souza (UNIFESP)
• Aula 3 | Re(interpretação) e Hermenêutica: epistemologias da fé africana e as metáforas – Profa. Dra. Ellen Souza (UNIFESP)
• Aula 4 | Filosofia geral e pensamento ocidental – Prof. Dr. Renato Noguera (UFRJ) e Clóvis de Barros Filho (convidado)
• Aula 5 | Filosofia Africana – Prof. Dr. Renato Noguera (UFRJ) e Profa. Dra. Katiúscia Ribeiro
• Aula 6 | Ética e moral ocidental – Prof. Dr. Renato Noguera (UFRJ) e Prof. Clóvis de Barros Filho (Convidado)
• Aula 7 | Ética e moral africana -Ubuntu – Prof. Dr. Renato Noguera (UFRJ)

4 | Psicologia e religião
• Aula 1 | A confirmar
• Aula 2 | A confirmar

5 | Pedagogia e ensino religioso
• Aula 1 | Pedagogia e educação religiosa (4hs) – Profa. Dra. Ellen Souza (UNIFESP)
• Aula 2 | A confirmar

1 | Estudos acadêmicos iniciais: evolucionismo e racismo científico (Nina Rodrigues) – Prof. Dr. Vagner Gonçalves (Convidado)
2 | Estudos acadêmicos culturalistas e a crítica ao racismo (Artur Ramos) – Prof. Dr. Vagner Gonçalves (Convidado)
3 | Estudos acadêmicos posteriores (Roger Bastide) – Prof. Dr. Vagner Gonçalves (Convidado)
4 | Discutindo conceitos: sincretismo, teoria do disfarce e circularidades culturais – Prof. Dr. Vagner Gonçalves (Convidado)

1 | O catolicismo ibérico no Brasil – Prof. Dr. Vagner Gonçalves (Convidado)
2 | As cosmologias dos povos africanos – Prof. Dr. Vagner Gonçalves (Convidado)
3 | As cosmologias dos povos originários do Brasil – Prof. Dr. Vagner Gonçalves (Convidado)
4 | Breve história da África Antiga e sua religiosidade – Profa. Dra. Katiuscia Ribeiro (UFRJ)
5 | Mulher, mulherismo e matriarcado africano – Profa. Dra. Katiuscia Ribeiro (UFRJ)
6 | Candomblé e a “volta à África” (reafricanização dos ritos)

1 | Primeiras manifestações religiosas de origem africana no Brasil: Calundus e Cabula – Prof. Dr. Mario Filho

2 | A formação do candomblé de nação queto (orixás e suas características)
• Aula 1 | Prof. Dr. Sidnei Nogueira
     – Diáspora África-Brasil / Tráfico Negreiro: Primeiras Provocações;
     – Candomblé – A religião afro-brasileira;
     – Sudaneses, Bantus e Haussás;
     – Candomblé e Bahia;
     – Orixalidade de Queto – Panteão 21 Orixás;
     – Orixá Exu;
     – Orixá Ogum;
     – Orixá Oxóssi;
     – Orixá Ossaim;
     – Orixá Logunedé;
     – Orixá Obaluaiyê;
     – Orixá Oxumaré;
     – Orixá Oxum;
     – Orixá Nanã Buruquê;
     – Orixá Iemanjá;
     – Orixá Yewá;
     – Orixá Iansã ou Oyá;
     – Orixá Obá;
     – Orixá Ibeji;
• Aula 2 | Xangô e xambá pernambucanos – Ellen Souza (UNIFESP)
• Aula 3 | Batuque gaúcho

3 | A formação do candomblé de nação jeje (os voduns e suas características)
• Aula 1 | Candomblé jeje
• Aula 2 | Tambor de mina maranhense

4 | A formação do candomblé de nação angola (os inquices e suas características)
• Aula 1 | Candomblé angola
• Aula 2 | Candomblé de caboclo

5 | Religiões do cachimbo e maracá: catimbó, jurema, cura e pajelança
6 | Encantaria do Maranhão e Pará
7 | Jaré da Chapada Diamantina
8 | Umbanda
• Aula 1 | Origens e formação da umbanda no Brasil – Alexandre Cumino (Convidado)
• Aula 2 | As várias umbandas – Prof. Dr. Mario Filho, Profa. Dra. Cláudia Alexandre (PUC/SP), Alexandre Cumino (Convidado)
     – Umbanda: uma religião plural e multicultural;
     – Umbanda Omolocô.
• Aula 3 | Divindades cultuadas – Panteão Umbandista – Prof. Rodrigo Queiroz, Alexandre Cumino (Convidado)
• Aula 4 | Quimbanda – Prof. Dr. Mario Filho

 

1 | Noção de pessoa e transe – Prof. Dr. Vagner Gonçalves da Silva (Convidado)
2 | O terreiro como espaço sagrado – Prof. Dr. Vagner Gonçalves da Silva (Convidado)
3 | O sacerdócio (cargos e funções) e seu papel comunitário – Prof. Dr. Sidnei Nogueira
4 | Os principais ritos: bori, iniciação e obrigações
5 | Comidas sagradas e o sentido da alimentação
6 | Folhas sagradas – etnobotânica e medicina natural – Adriano Camargo
7 | Música e instrumentos
8 | Dança e gestualidades sagradas
9 | Oralidade, segredo e transmissão tradicional do saber religioso – Ellen Souza (UNIFESP)
10 | Religião, corpo, gênero e sexualidade – Profa. Dra. Claudia Alexandre (PUC/SP)
11 | Religião, meio ambiente e consciência ecológica – Prof. Dr. Sidnei Nogueira

1 | Danças e festas (carnaval, escola de samba, maracatu, afoxés, jongo etc.) – Profa. Dra. Claudia Alexandre (PUC/SP)
2 | Fotografia
3 | Literatura
4 | Cinema e televisão
5 | Artes Plásticas – Prof. Dr. Vagner Gonçalves da Silva (Convidado)

1 | Religião e turismo cultural
2 | Religião e patrimônio afro-brasileiro – Vagner Gonçalves da Silva (Convidado)
3 | Intolerância e combate ao racismo religioso – Prof. Dr. Sidnei Nogueira
4 | Religião e identidade negra – Prof. Dr. Edson Fabiano dos Santos (UNICAMP)
5 | Religião e Políticas pública
6 | Religião Afro-brasileira e Sociedade – Profa. Dra. Claudia Alexandre (PUC/SP)

1 | Métodos e técnicas de pesquisa acadêmica
2 | Elaboração de projeto de pesquisa
3 | Acompanhamento dos resultados de pesquisa

Faça a sua inscrição

Entre na lista de espera da próxima turma:

Cadastre-se e fique sabendo quando as matrículas da próxima turma iniciarem!

Prometemos não usar nenhuma informação de contato para enviar qualquer tipo de SPAM. Os dados coletados são tratados nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados e você pode se descadastrar da nossa lista a qualquer momento.

Consulte as vagas remanescentes da Turma 4!

Fale com a nossa consultora e inicie a sua Pós Graduação!

foto Carol

Acesso imediato após o pagamento.

Garantia Búzios

Não está satisfeito com o estudo? Garantimos seu dinheiro 100% de volta por até 7 dias.

Conheça os professores

Aula Extra com Prof Convidado Clóvis de Barros

Aprenda o conceito de Ética Ocidental com o escritor do livro "Em busca de nós mesmos".

Clovis-de-barros.png

Dúvida?

Veja aqui mais sobre o nosso curso:

Atendimento por Whatsapp

Clique aqui para tirar suas dúvidas

Dúvidas Sobre Envio Físico

Mande email para [email protected] ou no WhatsApp (14) 99904-5660

A liberação das aulas da Pós em Teologia, Cosmologia e Cultura Afro-Brasileira é gradual (por mês) de acordo com o cronograma do curso. 

Sendo a primeira liberação após o momento da matrícula.

Esse é um curso 100% online. Pode ser realizado por meio de dispositivo com acesso a internet.

Você tem duas modalidades de inscrição: 

 


• Diploma de Pós Graudação Lato Senso – MEC

As pós-graduações lato sensu compreendem programas de especialização e incluem os cursos designados como MBA (Master Business Administration).

Com duração mínima de 360 horas, ao final do curso o aluno obterá certificado e não diploma.

Ademais são abertos a candidatos diplomados em cursos superiores e que atendam às exigências das instituições de ensino – Art. 44, III, Lei nº 9.394/1996.

Fonte: Ministério da Educação.



•  Certificado de Curso Livre – EAD Ubuntu

Não é necessário ter graduação e você reberá um certificado digital de curso livre. 

Na opção 01 de matrícula para quem possui graduação, você obtém o diploma de pós-graduação lato sensu reconhecido pelo MEC. 

O estudo pode ser acessado pelo período de dois anos após a data da liberação da primeira aula.

Instituto Cultural Aruanda – EAD Ubuntu
CNPJ: 08.717.697/0001-28
Rua Albuquerque Lins, 6-2, Falcão, Bauru-SP,
CEP 17050-010 | Telefone: (14) 3010-7777

Nos siga também
nas nossas redes sociais: